Você está em: Home >> Notícias >> Rodrigo Viana: “Kamel, da Globo, usa a Justiça para se vingar de quem o critica”
 
- Procurar Notácias  
 
 
17/01/2013 | Rodrigo Viana: “Kamel, da Globo, usa a Justiça para se vingar de quem o critica”

O jornalista Rodrigo Vianna, do blog Escrevinhador, informou que vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que o condenou a pagar indenização no processo em que é acusado pelo diretor da Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, de ter insinuado que ele foi ator pornô na juventude. Depois de ser condenado na primeira instância, o blogueiro recorreu à 5ª Câmara Cível, que manteve a condenação.

Vianna atribuiu as derrotas à força da emissora na Justiça do Rio, destacando que não teve nem a chance de apresentar suas explicações. "A juíza na primeira instância não me permitiu apresentar testemunhas, laudos, coisa nenhuma. Acolheu na íntegra a argumentação do diretor da Globo – sem que eu tivesse sequer a chance de estar à frente da meritíssima para esclarecer minhas posições", denunciou.

Ele acrescentou que, no recurso ao Tribunal de Justiça, pediu que antes de discutir o mérito da ação, a Corte analisasse um "agravo retido" (espécie de recurso prévio) que obrigasse a primeira instância a ouvir as testemunhas de defesa e os especialistas de duas universidades. "O Tribunal, em decisão proferida nessa terça-feira (15/01), ignorou quase integralmente nossa argumentação", explicou.

"Está claro que Ali Kamel usa a Justiça para se vingar de todos aqueles que criticam o papel por ele exercido à frente da maior emissora de TV do país", afirmou Vianna, ressaltando que o diretor da Globo virou alvo de críticas fortes por dirigir o jornalismo de uma emissora acostumada a usar seu poder para influir em eleições.

"Tinha por Kamel respeito, até que comprovei de perto algumas atitudes estranhas (vetos a matérias), culminando com a atuação dele na cobertura do caso dos ‘aloprados’. Na época, eu trabalhava na Globo. Saí da emissora por causa disso. E passei a não mais respeitar Ali Kamel profissionalmente. O discurso que ele fazia na redação antes de 2006 (‘todos podem ser ouvidos, há espaço para crítica’) era falso", disse.

Na terça-feira, quando saiu a decisão, Vianna comentou o assunto em post no seu blog, observando que desde 2010, Kamel muniu-se de uma espécie de ‘furor processório’. "Se Kamel pensava em calar ou intimidar seus críticos, vai se dar mal. Esse processo vai ajudar a mobilizar aqueles que lutam contra os monopólios de mídia no Brasil", frisou.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
06/08/2018   -- João Goulart Filho É Aclamado Candidato A Presidente Em Convenção Nacional Do PPL
20/07/2018   -- EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONVENÇÃO ESTADUAL
17/04/2018   -- Cientistas Engajados disputarão as eleições em 2018
13/03/2018   -- PPL apresenta candidatura de João Goulart Filho a presidente da República
12/03/2018   -- PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
20.07.2018
 EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONVENÇÃO ESTADUAL.
13.03.2018
 PPL apresenta candidatura de João Goulart Filho a presidente da República.
12.03.2018
 PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil.
02.02.2018
 Aposentados fazem desfile-protesto contra assalto à Previdência.
02.02.2018
 Gasto com juros foi de R$ 400 bilhões em 2017.
02.02.2018
 Servidores Públicos reforçam convocação de greve geral dia 19.
02.02.2018
 ALERGS não vota o pacote de Sartori.
02.02.2018
 Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário.
02.02.2018
 Filho de Jango é lançado presidente em São Borja.
22.01.2018
 Resolução da Executiva Estadual do Partido Pátria Livre – RS.
15.01.2018
 João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho.
15.01.2018
 Eleição com Lula é fraude!.
15.01.2018
 Ha-Joon Chang: “O Brasil está experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia”.
27.11.2017
 A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br